Round Robin

Afinal de contas, o que é o round robin?

Eu usava o edirol orchestral e sofria pra fazer com que as repetições soassem bem, até que o Vienna veio com a solução, ou parte dela. O Vienna (pro edition) vinha com performance tools onde a mágica toda acontecia. O legato era (ainda é) perfeito e ainda vinha com o matrix onde você escolhia as arcadas e articulações deixando tudo em um track midi.

vienna05brepetition.l

As repetições eram tão naturais, tão perfeitas que mais tarde eu descobri que eram gravações e que o matrix editava pra você na hora a quantidade de notas repetidas que você tocava. O round robin entra em campo deixando um pouco o efeito metralha de lado e soando um pouco mais suave em suas transições.

O staccato do Vienna era bom, mas tinha seu lado negativo. Se eu montasse uma sequência com arcada alternada o som saia perfeito, mas quando eu montava uma sequência com dois arcos para cima e dois para baixo é que soava mal. Isso tudo porque o sample era gravado uma só vez, ou seja, cada vez que você tocava a nota ele repetia a mesmo sample.

O round robin não deixa acontecer o que acontecia no Vienna, para isso é só gravar diversos samples de uma mesma articulação, deixando a sonoridade mais realista, evitando o efeito metralha. Isso porque nós nunca tocamos a mesma nota com a mesma intensidade e mesma sonoridade.

Round robin nada mais é do que uma atividade organizacional. Eu classifico em ordem sequencial ou aleatória, exemplo:

Ordem sequencial

Sample 1

Sample 2

Sample 3

Sample 4

Ordem aleatória

Sample 1

Sample 4

Sample 2

Sample 3

Um pequeno exemplo de um cello tocando em staccato com e sem o RR.

Com RR

Sem RR

 

A diferença é bem grande, não acham?

“Mas Michael, como vou saber se meu instrumento virtual trabalha com o RR?”

A maioria dos instrumentos virtuais já trabalha com o RR. Lembrando que quanto mais samples o instrumento tiver mais pesado vai ser e mais memória vai usar. Para saber quantos samples gravados uma articulação possui é só consultar o manual ou ir no site do produto.

Até a próxima

6 de fevereiro de 2019

5 respostas em "Round Robin"

  1. Boa explicação sobre o efeito metralhadora e round-robin. 🙂

  2. Eu não tenho teclado, então eu edito as intensidades nota por nota, tentando imaginar como um um musico toca. É chato e difícil, mas é o único jeito.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Universidade Michael Machado, todos os direitos reservados. CNPJ: 32.844.874/0001-11
X